Loiras + Pânico na TV + Cerveja = trollagem do século

14 05 2011

Marketing Viral, ou de emboscada, como alguns preferem, é a estratégia de se divulgar um produto ou serviço sem que o hospedeiro (veículo) ou público sejam informados. É uma tática de “guerrilha” usada por algumas empresas para tentar se posicionar ou aparecer junto com suas concorrentes, as vezes até mais do que elas, atrapalhando assim a divulgação planejada do concorrente.

Hoje a Folha de S. Paulo traz com exclusividade uma reportagem sobre “As Tchecas do Brazil”, duas gringas que foram contratadas pela cervejaria CBBP (Companhia Brasileira de Bebidas Premium) para lançar um novo produto, a cerveja Proibida. Na mesma reportagem (que tem continuidade na internet) Alan Rapp, diretor-geral do Pânico na TV, é entrevistado para falar daquilo que pode ser é a maior trollagem sofrida pelo programa.

Tudo começou quando as duas lançaram um blog e perfis nas redes sociais pedindo dicas de onde ir ao visitarem o Brasil. Emílio Surita, apresentador do Pânico na TV, viu um dos vídeos e sugeriu a pauta para o programa, que as contatou (na verdade falou, sem saber, com a equipe de comunicação da CBBP) e as trouxe ao programa. Isto tudo começou DEZ semanas atrás. As gringas desfilaram na Sapucaí com a Gisele Bündchen, jogaram capoeira com Sabrina Sato no pelourinho e ganharam o jargão “libera a thceca” da apresentadora….. Não poderia ser melhor.

Hoje, sábado, 14 de maio, a CBBP colocou no twitter das duas, no blog e em todos os canais de divulgação a revelação. Sim as duas trollaram o Pânico e sim, existe uma nova cerveja chegando ao mercado, a Proibida!

Novamente, claro, podemos analisar o assunto sobre diversas formas.

  1. Foi uma joga excepcional da cervejaria, mantendo um segredo do carnaval até hoje
  2. Foi uma ótima estratégia para gastar pouco com publicidade e ganhar muita atenção
  3. Foi uma ação antiética que sacaneou e prejudicou um programa de televisão
  4. Foi um “troco” ao Pânico pelo que eles fazem com as pessoas
  5. a lista pode seguir bastante….

Hoje a cervejaria colocou no ar o seu perfil no Twitter e página na internet. Nos próximos dias veremos a repercussão do caso e onde esta “briga” pode chegar. A CBBP confirma a trollagem, e a Ambev disse à Folha que se for comprovada a quebra do contrato de exclusividade por parte do Pânico na TV, eles serão processados.

Particularmente, como comunicador, acho sim que foi uma ótima ação. Mais do que bem planejada e trabalhada, foi muito bem executada. Conseguiram manter a ação sob sigilo durante um bom tempo, o perfil das duas atingiu 126.840 seguidores (14/5 10h18), colocaram o #proibida nos TTs, apareceram por DIVERSAS vezes num dos programas de maior audiência em seu horário, o Pânico na TV, em fim, conseguiram expor muito a marca. Posso também dizer que não tenho uma opinião formada sobre a ética do assunto. Acho válido como estratégia de comunicação, o Pânico mordeu a isca e eles fazem isto com as pessoas certo? Acho que se fosse com outro programa eu veria de forma diferente.

Com certeza a exposição que a marca e as duas vão ter a partir de agora será enorme. Poderia apostar que este era o maior objetivo da empresa. Nos cabe, como comunicadores, acompanhar o caso (que eu só conheci hoje – acho que não sou o público alvo) e entender e aprender se deu certo ou não. Mais do que isto, analisar se as consequências valeram a pena! O que vocês acham?

Anúncios

Ações

Information

10 responses

14 05 2011
Blog Ser.RP

Muito boa a ação. Não foi só o Pânico que caiu. Vários blogs repercutiram o vídeo!

14 05 2011
Renato Oliveira Machado de Melo

Pensem no seguinte. O Panico faz muitas ações combinadas parecerem verdade… As aprontações com a Bolina, por exemplo, foram todas combinadas. Não me espantaria em nada que a cerveja tenha feito esta ação em conjunto com o pânico. Se ela precisava entrar no mercado, era muito mais seguro apostar já com o Pânico envolvido do que ver se o Pânico iria morder realmente a isca.

Eles são bons atores e sabem como fazer polêmica. E eles mostrarem que não sabiam de nada, dá muito mais audiência para o Programa e para a cerveja. Afinal, onde tem polêmica, tem #TT, tem buzz e tem comentário.

14 05 2011
Marcos Q Junior

Pensa o seguinte, existe um contrato de exclusividade firmado com a AMBEV. Eles podem ser bons atores, saberem como fazer polêmica, mas não deve ser nem um pouco agradável quebrar um contrato deste tipo. Não fariam isso de caso pensado, de jeito nenhum!

14 05 2011
Guilherme Barbosa

Duas considerações:

1) Eu já desconfiava:

Não sei se é porque somos da área de comunicação, e por isso temos um olhar diferenciado para certas coisas. Portanto desde o começo dessa “história” eu já desconfiava que essas ‘tchecas’ seriam alguma jogada de marketing. Isso por uma série de detalhes: pela forma que elas se mostravam, por estar próximo do carnval (momento propício para o lançamento de alguns produtos, incluindo cerveja), etc etc etc. Até comentei com alguns amigos que eu desconfiava que o produto deste, marketing que na época eu desconfiava, seria cerveja. Dito e feito!

2) O Pânico não sabia:

Será mesmo? Tenho minhas dúvidas. Pessoas com anos de experiência em merchan e mkt de produtos nos programas, será mesmo que eles nem desconfiavam que isso poderia ser alguma jogada de marketing – e o que é pior, de uma concorrente da anunciante exclusiva do programa deles.

Sem querer levantar uma outra discussão, mas pode ser que até mesmo eles sabiam e até mesmo fizeram um “acordo às escuras” com esta nova cerveja. Pois criaram um bordão para as tchecas, aguçaram a curiosidade das pessoas, fizeram um merchan completo, e agora é simples – é só dizer que não sabiam de nada, pois têm (tinham) um contrato exclusivo com uma marca concorrente.

Agora vamos esperar o desenrolar deste caso para ver no que vai dar.

Abçs

@gbarbosarp

14 05 2011
Pedro Prochno

é bem por aí. O “acordo” às escuras pode até existir (e eu não me assustaria se for verdade), me pega apenas o lance da Skol ser patrocinadora deles….

De resto, como disse, eu não sabia da historia antes de hj. Não assisto pânico e não tinha visto comentários sobre as duas…

Acho que o mais legal (pra nós) começa agora 🙂

14 05 2011
Manoel Marcondes Neto

Também não acompanho com lealdade de fã o Pânico na TV, mas a ação e tudo o que ela gerará para discussão comunicológica é algo positivo. Tratando de fatos reais é que aprendemos se o que vimos e vemos na academia é válido e se constituirá o que veremos no futuro. As teorias são explicações sobre fatos. Um dos fatos, que eu gostaria de ressaltar, é assim colocado aí acima: “… não tenho uma opinião formada sobre a ética do assunto”. Pois bem, esta questão é, necessariamente, um tema para discussão acadêmica que desagua no nosso mundinho real. A propaganda gaba-se de ter o CONAR (seu código de auto-regulamentação), mas não acredito que isto seja suficiente. A área é a que menos realiza pesquisa acadêmica. Enquanto jornalistas e errepês escrevem muitas dissertações e teses, os colegas publicitários parece que são todos sugados pelo mercado e lá ficam, poucas vezes (há exceções, claro) trazendo de volta às escolas de Comunicação para discutir, debater e construir conhecimento sobre o campo, suas práticas, suas potencialidades.

14 05 2011
Athyro Humempadha Navarandha

O pessoal do Pânico gosta de fazer propagandas gratuítas! Quem é ouvinte sabe, que êles fazem anúncios daquele hipermercado francês quase tôda semana; o rapaz alegre diz anúncios de marcas de batom e bolsas gratuitamente. E quem é teleespectadôr, sabe que êles fazem daquela marca de sorvete gratuíta também!
Êles nem ligarão por terem feito anúncio daquela cerveja de graça.

16 05 2011
Larissa Régia

Eu não vou me surpreender mesmo, se o Pânico souber do acordo. Eles devem ter feito outro acordo com a tal cervejaria falando sobre o sigilo destas informações do acordo e tal… Pff… Se for verdade, PQP para eles com a Ambev que deve ter cláusulas sérias.
Agora eu como o Guilherme, sempre lanço esse olhar sobre tudo. Rs…
Sou muito cética em relação a tudo. Sempre desconfiada.

16 05 2011
Priscila Mayara

A questão que fica para mim, com os ultimos acontecimentos do mundo do mkt e relacionamento é: E a ética profissional, fica aonde? Deixou de existir ou simplesmente as pessoas não a levam mais em conta na hora de se conseguir um bom plano de marketing?

16 05 2011
Pedro Prochno

Olá Priscila e todos mais que participaram por aqui!

Ética é algo que realmente precisamos debater muito mais, incluir na grade da faculdade, como disseram aqui. Porém, Ética é relativa também. O que é étic pra mim, pode não ser pra você. Fica a pergunta, o que o Pânico faz com as pessoas é ético? Cabe uma grande reflexão.

Se pegarmos apenas pelo lado da estratégia não se pode negar que foi muito bem desenvolvida, não é mesmo?

Obrigado por sua visita

Pedro Prochno
@prochno
http://www.blogrelacoes.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: