Ascender ou sobreviver?

20 10 2010

Tenho visto muitos textos agora na corrida do 2º turno com mil motivos para se votar em José Serra, e mil outros mais para se votar em Dilma Rousseff. Não, eu não vou te dar motivos para votar nem em um e nem em outro!

Minha reflexão aqui vai para algumas coisas mais básicas; na verdade vai para A mais básica delas e, para muitos, “brega”: A continuidade da vida.

Já fui (e ainda sou) criticado por amigos, familiares, colegas e até desconhecidos por levantar a bandeira da sustentabilidade, por dizer que não pretendo (até o presente momento e em um futuro indeterminado) ter um filho e por realmente acreditar que se não fizermos (todos nós, individualmente) algo AGORA! a coisa pode ficar ainda pior!

A Natalia Guerra que o diga o quanto este meu lado extremamente racional é complicado as vezes. Recentemente a Folha de S. Paulo divulgou uma matéria em seu caderno de ciência dizendo que o buraco da camada de ozônio em cima da Antártida parou de crescer e que, se tudo continuar como está, nos próximos 100 anos ele se fechará! Sabe-se que, nos cenários mais otimistas, a água potável vai deixar de existir em 50 a 70 anos. Já tiramos, hoje, da Terra, 30% mais recursos naturais do que ela tem a nos oferecer. Eu poderia dar MUITOS outros exemplos aqui, todos de cientistas e estudiosos extremamente competentes e renomados que dedicam as vidas à isto para mostrar que eu e você precisamos fazer algo já!

Aí volto à política, ali de cima! Acho lindo, maravilhoso e extremamente importante (sem nenhuma ironia, de verdade) que o governo Lula tenha ajudado 21 milhões de brasileiros a saírem da miséria, e ajudado outros 32 milhões em sua ascensão à classe média.

Nascemos e nos desenvolvemos ao longo de nossas vidas, buscamos melhorar, crescer, produzir, ascender, é um processo natural. O que não é natural é a maneira como fazermos isto: denegrindo, canibalizando e destruindo o mundo sem o qual não existiríamos! Não faz o menor sentido tirar as tábuas de sua casa de madeira, para queimar na lareira e se proteger do frio… E as paredes? Não são fundamentais para isto?

Vou bater na tecla de que precisamos mudar a nossa forma de vida MIL vezes, assim como o número de motivos para votar em um ou em outro candidato. Aqui no relações já falei sobre o que é sustentabilidade, a hipocrisia que criamos sobre o capitalismo sustentável, para onde mandar o seu lixo eletrônico e o exemplo prático do Butão em como priorizar seus investimentos. São todas histórias e exemplos para refletirmos e nos inspirarmos.

Tá, mas o que isto tem a ver com as propostas de governo e “Ascender ou sobreviver”?

Tem a ver que ascender é ótimo, mas precisamos ter limites! Como disse acima, hoje consumimos 30% a mais do que a Terra é capaz de repor, logo, se 100% dos habitantes do planeta consumirem de forma igual ao que eu e você consumimos hoje, a Terra vai pro beleléu. Junto com ela vou eu e você!

  • Culpar os governantes e julgá-los corruptos, incapazes, não resolve nada.
  • Pare de lamentar, vá lá e seja a mudança que você quer ver!
  • Vote racionalmente e não anule seu voto para protestar.
  • Mude seus hábitos de vida, procure se adaptar, com um pouquinho de sacrifício podemos mudar coisas bem significantes em nossas vidas.
  • Pare de achar que tudo isto aqui é papo de nerd e de eco-chatos. Perceba que estamos apenas  pensando na coletividade. Você faz isto também?

Precisamos repensar a nossa forma de viver, de se relacionar com as pessoas, de ganhar dinheiro, de produzir, consumir, descartar e interagir com os bens e com o planeta. Precisamos deixar de enxergar o mundo “político” e passar a ver o mundo FÍSICO. Aplique em sua vida os “3Rs” nesta ordem, REDUZIR o que consumimos, REUTILIZAR o que temos e RECICLAR o que não mais precisamos! Sou sim um entusiasta, mas realista! Acho que ainda podemos mudar a história, o tempo para isto era em 2000, agora virou obrigação!

Obrigado Marina Zarcos pela revisão 🙂

Anúncios

Ações

Informação

2 responses

20 10 2010
Dayane Azeredo

É dificil acreditar que ainda há alguém que não dê a devida atenção para um tema que atinge diretamente as nossas vidas e a dos nossos, mas há! =(

Mas, para quem quer saber mais e começar com uma atitude pró-ativa em prol do nosso “Planeta, doce, Planeta”, indico 2 portais interessantes:
Portal da Sustentabilidade: http://www.sustentabilidade.org.br e
Atitudes Sustentáveis: http://www.atitudessustentaveis.com.br

Mais uma vez, Parabéns pelo post!

Bjs

@DadyAzeredo

1 11 2010
Gabi

Nossa, demais!
Sabe, hj em dia uma brincadeira que eu costumo falar é: Sustentabilidade is the new black!
Pq é um assunto muito em voga, não? Isto não é ótimo? Seria, se fosse colocado em prática.
Ontem, saindo de casa com minha mãe pra votar, vi uns garis varrendo a rua e mais a frente punhados e mais punhados de lixo de todo tipo; pacotes de salgadinhos e biscoitos, cigarros, garrafas plásticas, camisinhas(eca), brinquedos e roupas velhas, ratos e gatos mortos(eca), enfim, uma porcalhada só.
Moro no centro-sul de SP, na Bela Vista, um bairro que eu tanto amo por seus inúmeros teatros, cantinas italianas, restaurantes, comércio e transporte abundante, mas ao memso tempo odeio pela terível sujeira que se vê pelas ruas, assim como me entristecem os cortiços cheios de famílias sem esperança e esquecidas.
Agora abordo a questão do governo. Seja Serra ou Dilma, nenhum deles teria a ideia péssima de acabar com o bolsa familia (eu nao sou a favor, mas uma vez implementado nao se pode tirar isso das familias assim do nada, seria desumano, cruel e covarde), mas por que parte do dinheiro público nao é, d euma vez por todas, investido na educação?
Gente, esse papo é velho e pode parecer batido mas SÓ educação é capaz de dar um jeito neste mundo. Seja no combatw a violencia, seja na construção de um mundo melhor, mais limpo e, consequentemente, mais feliz.
Agora, Dilma venceu. Em seu discurso deu várias pistas de que sabe muito bem o que fazer para o Brasil crescer, resta saber se colocará em pratica.
Não votei nela pois realmente não a acho a melhor opção, porém se ela foi eleita o que nos resta é torcer para ela ter o discernimento para fazer o que ela SABE que tem que ser feito, além do nosso papel de fiscais do governo, afinal ela não foi eleita pra enfeitar a cadeira presidencial. Educação, educação e mais educação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: